Festival da Ilha do Ermal

O primeiro dia do Festival da Ilha do Ermal, que tem lugar já na próxima seguda-feira dia 20, conta este ano com um elenco totalmente nacional (invertendo a ordem do ano passado, já que tal elenco foi então escolhido para encerrar o evento), com os Da Weasel a assumirem o papel de grandes protagonistas da noite. Papel esse que, admita-se, não lhes assenta nada mal, sem qualquer desprimor para os restantes colectivos que actuam antes deles, já que o grupo de Pacman há muito que deixou claro constituir um dos valores mais sólidos e seguros do panorama da música moderna portuguesa.

Praticantes de um hip-hop que nunca se deixa moldar em absoluto pelos padrões básicos do género, priveligiando antes uma abordagem que lhes permite vogar pelos territórios do rock, da pop, do reggae ou dos breakbeats, os Da Weasel asseguram lenta mas persistentemente o seu lugar ao sol, arriscando por um território musical até aí muito pouco explorado entre nós, o do hip-hop,e vieram a descobrir que afinal havia muito mais público disposto a ouvi-los e admirá-los do que os mais cépticos alguma vez imaginariam. E desde que se formaram em meados da década de noventa, os Da Weasel não mais deixaram de surpreender todos aqueles que têm procurado de um ou outro modo acompanhar o seu percurso, nas edições discográficas tanto quanto nas suas prestações em palco.

Já com quatro registos de originais editados, o mais recente deles, “Iniciação A Uma Vida Banal – O Manual”, alvo de excelentes críticas e de uma recepção calorosa por parte do público, atingindo rapidamente o galaradão de disco de prata, os Da Weasel estão já neste momento em pleno processo de gravações do seu sucessor, o que não os tem impedido de passar o Verão na estrada sempre em excelente forma, como bem o atesta o seu mais recente concerto no último dia do Festival Sudoeste.

No Ermal, a doninha regressa mais uma vez e por lá deixa a marca de faixas tão cruas e realistas como “O Remorso (O que é que se há-de fazer?)”, “O Real” ou “Todagente”.

Na próxima segunda-feira, os Mofos serão os responsáveis pela abertura das actividades do Festival da Ilha do Ermal, em Vieira do Minho. Apesar de inicialmente se terem juntado num colectivo que pretendia praticar uma sonoridade próxima do death metal, os quatro músicos que hoje compõem os Mofo caminham por territórios sonoros distintos desse género em particular, praticando antes uma fusão que combina ainda uma grande dose de energia explosiva com doses equilibradas de melodia e groove. O grupo prepara-se para editar o seu disco de estreia, intitulado “Project Mofo”,do qual deverão retirar os temas para apresentar nesta sua prestação no Ermal. Saliente-se ainda que os Mofo investem de forma cuidada na sua imagem bem como na concepção cénica dos seus espectáculos, pelo que este será um concerto a observar com atenção redobrada.

Seguem-se os portuenses Zen, grupo que tem assinado de forma bem intensa o seu regresso às actividades, marcando presença em vários eventos deste Verão. No Ermal, o grupo deverá mais uma vez apresentar as canções que fizeram de “The Privellege of Making the Wrong Choice” um disco aclamado pelo modo como conjugava a intensidade do rock com uma postura funk abrasiva, introduzindo em simultâneo elementos dos blues e, quem sabe, trazer alguns temas novos que poderão vir a integrar o seu próximo registo de originais.

Antes do hiphop dos Da Weasel, haverá lugar ainda para os Blasted Mechanism, mais um projecto nacional que investe claramente na concepção visual dos seus espectáculos, fundindo na sua imagem, como na sua música, elementos que têm tanto de primitivo como de futurista. Daí os ritmos por vezes tribais, conjungados com a electrónica que tanto marca o momento presente, sem nunca perder de vista a construção de atmosferas que lhes são tão peculiares e que tanto podem tocar os limites do jazz como do drum´n´bass.O Ep “Balayashi”, o álbum “Plasma” e as remisturas mais recentes serão, por certo, os alvos predilectos do alinhamento da sua prestação no Ermal.

 

In Blitz

 

Partilha este artigo via:

Entra na toca da doninha.
Junta-te ao clube de fãs oficial