Vilar de Mouros 2002

A edição 2002 do Festival Vilar de Mouros, a decorrer entre 12 e 14 de Julho, tem mais três nomes a juntar ao cartaz: os “quase portugueses” trip-hoppers Lamb, os norte-americanos Cake e os Da Weasel – até agora a única banda nacional a garantir a sua presença no festival. Estas confirmações vêm, assim, juntar-se a um lote de músicos que compreende já Manu Chao, Rammstein, UB40 e Bush.

Depois de ter actuado no último Festival Super Bock Super Rock em Lisboa, Porto e Coimbra, o duo mancuniano Lamb, formado por Louise Rhodes e Andy Barlow, volta a Portugal para mostrar pela terceira vez em menos de um ano o seu último (e também terceiro) álbum, intitulado “What Sound” – que sucede cronologicamente a “Lamb”(1997) e “Fear of Fours”(1999).

A passagem dos autores de “Gabriel” pelo palco de Vilar de Mouros acontecerá no primeiro dia do festival, durante o qual o público poderá assistir igualmente às prestações de Manu Chao e Cake. A página oficial do grupo dá ainda conta de um segundo concerto para terras portuguesas, no dia seguinte, 13 de Julho, no Festival Coral, a decorrer na ilha da Madeira.

Quando aos Cake, o colectivo que funde country, jazz, hip-hop, música latina e mais uns quantos géneros musicais sob a égide do rock ( e empregando, frequentemente, doses consideráveis de humor), vem até ao nosso país apresentar “Comfort Eagle”, o seu quarto longa-duração – que tem em “Short Skirt/Long Jacket” o seu maior êxito radiofónico.

O grupo adquiriu notoriedade sobretudo graças ao seu segundo álbum, “Fashion Nugget” (1996), cujos singles “The Distance” e “I Will Survive” – versão do clássico interpretado por Gloria Gaynor – se tornaram nos seus maiores motivos dde interesse.

Os Da Weasel, à semelhança dos Rammstein. têm  palco reservado para o dia 13, sendo de esperar que a passagem pela vila minhota funcione como um dos momentos altos da digressão de promoção a “Podes Fugir Mas Não Te Podes Esconder”, o disco de maior sucesso comercial na carreira dos Da Weasel, que inclui temas como “Tás na Boa” e a colaboração com os cubanos Orishas em “Sigue Sigue”.

 

In Blitz

Partilha este artigo via:

Entra na toca da doninha.
Junta-te ao clube de fãs oficial